ovulando



não era pra atender suas necessidades. minhas necessidades. não. era pra ser, só. apenas ser alguém que existe encontrando outra pessoa que também existe. já pensou no quando é difícil só ser? não ser só, que isso é bem fácil.
mas há necessidades. deixa haver, elas também querem existir. mas nem precisa dar muita atenção, só de ser na sua presença já dá alívio.
quando falava era pra encontrar. "uma boca encontra um ouvido e viveram felizes para sempre", a fábula mais curta do mundo. uma boca encontra outra boca. um ouvido encontra uma boca, ou um silêncio. um silêncio também é coisa boa de se encontrar.
- vem silêncio, vem cá me dar a mão.
o silêncio calou, e foi tão lindo. assim como quando a boca disse coisas bobas. também tinha beleza aí. a boca era sempre a primeira a fazer bobagem, não aprendia nada.
bobagem dita também é só um jeito de ser. só um dos. não precisa virar um zeppelin. pode ser só uma borboleta amarela.


Comentários

  1. Ah quanta poesia aqui.
    Amei a tua forma de vestir as palavras.

    Beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. gratidão imensa pela presença e pelo afeto! Volte sempre !

      Excluir

Postar um comentário

Deixe o seu olhar

Postagens mais visitadas