Evocação


Pelos ventos do amanhã que sinto como já fosse hoje, pelo aroma que chega no vento da intuição sem anunciar seu nome, pelos tesouros escondidos nos sonhos do será, pelo som do cantarei de um futuro que se apresenta sem mostrar seu rosto: esta trilha que se confunde em tropeços, depois da curva que logo a frente prevejo, abrir-se-á num clarão de passos certeiros.



Comentários

Postagens mais visitadas